Barriga inchada também pode ser estufamento. Como identificar?

A distensão abdominal, conhecida popularmente como barriga inchada, é um incômodo que pode ter causas diversas. Uma das mais comuns é o estufamento, causado por excesso de gases em excesso, produzidos devido à digestão lenta e à má alimentação, aumentando assim os gases intestinais.

barriga inchada

Sintomas do estufamento

Os sintomas do excesso de gases mais frequentes são flatulência, sequência de arrotos, desconforto abdominal, dor e inchaço. Se você apresenta o problema, é importante ficar atento à dieta e evitar ingerir muitos alimentos que contribuem para a produção excessiva de gases. Comidas ricas em carboidratos e gorduras são as principais causadoras do estufamento.

Também evite comer em excesso, pois isso favorece a produção de gases e dores na barriga. O ideal é se alimentar a cada 3 ou 4 horas, sempre com pequenas porções de alimentos saudáveis, que contribuem para a boa digestão. Evite repetir o prato no almoço e no jantar. Na hora de preparar essas refeições, monte metade do prato com verduras e legumes e a outra metade com carboidrato (de preferência, integral) e proteína magra.

Também evite beber líquidos durante as refeições, principalmente os gaseificados (refrigerantes). Os líquidos diluem as enzimas digestivas, o que deixa o trânsito no trato intestinal mais lento e difícil, contribuindo para a produção excessiva de gases e dor abdominal. Porém, ao longo do dia, é muito importante beber ao menos 2 litros de água para hidratar o organismo e facilitar a digestão.

Outra dica importante do que é bom para gases é mastigar muito bem os alimentos, pois a digestão começa na boca! Levar a comida bem triturada ao estômago facilita o trabalho de todo o sistema digestivo

Atividade física melhora a digestão

Quem sofre com estufamento também pode se beneficiar com atividades físicas. Uma simples caminhada de 30 minutos por dia é capaz de melhorar significativamente os movimentos involuntários de todo o aparelho digestivo (movimentos peristálticos), facilitando a digestão e diminuindo a produção de gases em excesso.

Seguindo todas essas dicas, sua digestão será muito melhor e o estufamento vai diminuir. Porém, se você não notar melhora nos sintomas, é aconselhável procurar um médico. Em alguns casos, a distensão abdominal pode indicar outras doenças.